Pausa no livro novo, por uma boa causa: atuar como pesquisador da Comissão Nacional da Verdade

Caros leitores

Por uma nobre causa, deixarei temporariamente de lado o livro que estou escrevendo para atender a uma convocação: fui convidado e aceitei trabalhar como pesquisador da Comissão Nacional da Verdade (CNV).

Implantada pela presidente Dilma Rousseff em maio deste ano, a CNV tem o objetivo de apurar graves violações de Direitos Humanos praticadas por agentes públicos no Brasil com ênfase no período da ditadura militar (1964-85).

A CNV tem dois anos a partir de sua instalação para apresentar um relatório circunstanciado com conclusões e recomendações.

Integram a comissão Paulo Sérgio Pinheiro (presidente da Comissão de Investigação da ONU para a Síria), Gilson Dipp (vice-presidente do STJ), Cláudio Fonteles (ex-procurador-geral da República), José Carlos Dias (ex-ministro da Justiça), Maria Rita Kehl (psicanalista), Rosa Maria Cardoso da Cunha (advogada) e José Paulo Cavalcanti Filho (advogado).

CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DA CNV – Na primeira fila, da esq. para a dir., os integrantes da CNV: Cláudio Fonteles, José Carlos Dias, Maria Rita Kehl, Rosa Maria Cardoso da Cunha, Paulo Sérgio Pinheiro, José Paulo Cavalcanti Filho e Gilson Dipp. Atrás deles, a presidente Dilma Rousseff e o vice-presidente Michel Temer ladeados pelos presidentes do STF (Carlos Ayres), Câmara (Marco Maia), Senado (José Sarney) e pelos ex-presidentes da República Lula, Fernando Henrique e Collor.

Anúncios

15 Comentários

21/11/2012 · 5:07 PM

15 Respostas para “Pausa no livro novo, por uma boa causa: atuar como pesquisador da Comissão Nacional da Verdade

  1. Caro Lucas Figueiredo,

    Conhecendo sua grandíssima obra Boa Ventura e ciente de sua participação na Comissão da Verdade, gostaria de induzir o debate sobre um tema que há muito me perturba. Sou mineiro e desde a primeira vez que coloquei os pés em Ouro Preto tive a certeza de que me encontrava num local que testemunhou uma história sem precedentes no mundo e de uma cultura magnífica, única e incomparável.
    No entanto, percebo que o mineiro, em geral, não tem ciência disso e muito desta situação se deve a vários fatores que caracterizo como verdadeiros e sucessivos atentados contra a cultura mineira.
    O primeiro deles, a meu ver, foi a transferência da capital de Minas de Ouro Preto para Belo Horizonte, após a proclamação da república, o que de um lado contribuiu para a preservação arquitetônica da antiga Villa Rica, mas de outro foi um grande golpe contra a mineridade e sua rebeldia histórica.
    Outro episódio que, neste sentido, chama a atenção foi o mal contado incêndio ocorrido na grande biblioteca do Colégio do Caraça (uma das maiores da América Latina na época), em 1968, no auge da ditadura militar.
    Como deve saber, o Caraça foi fundamental na conformação da mineridade, sendo egressos de seu internato vários intelectuais, políticos e figuras de expressão em Minas e no Brasil.
    Nada tira de minha mente que o incêndio ocorrido no Caraça foi obra da ditadura militar, dentro desta política de abafamento da cultura mineira, como forma de se facilitar a exploração venal das riquezas minerais de um povo que foi, historicamente, marcado por sua rebeldia. A impressão que se tem é que o Brasil deseja uma Minas subserviente para que, por exemplo, se explore o minério de ferro mineiro à contrapartida de royalties aviltantes como ocorre há décadas.
    Considero que o caso do incêndio do Caraça inspira maiores esclarecimentos e poderia até ser levantado junto à Comissão da Verdade.

  2. Abeu Braga

    Esmiúce as entrelinhas dos documentos e nos traga à tona todos os fatos de um período sombrio que jamais poderá ser esquecido. Boa sorte!

  3. Sylvio Gomes

    Parabéns Lucas, não preciso dizer que vc irá fazer um ótimo trabalho. E ficarei aguardando o novo livro. Grande abraço!!

  4. Eymard

    Parabens, Lucas. Trabalho importante e história definitiva! Terá farto material para livros futuros. Ganhamos nós todos cidadãos brasileiros.

  5. Anderson Martins

    A CNV ganha um importante reforço. Parabéns!

  6. Que guinada interessante! Não diria, entretanto, que foi uma surpresa. Pelo contrário. Boa sorte nessa nova empreitada!

  7. Nestor Santiago

    É com muito orgulho que lhe cumprimento e lhe dou os parabéns Lucas. Tenho certeza que voce saberá enfrentar com muita dedicação a mais este desafio que, aliás, irá engrandecer ainda mais sua biografia. Boa sorte!

  8. Rafaela Patente

    Parabéns, Lucas!!!! Abraços,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s