O que a imprensa viu (e o que não viu) na Rocinha

O "luxo" da casa de Peixe

“Luxo, luxo, luxo… reparem no luxo da casa do traficante da Rocinha, favela cujo controle o Estado finalmente retomou…”

Nos últimos dias, jornais, revistas, TVs, rádios e sites martelaram a informação (?) nas nossas cabeças. O que dizer? Faltou foco na pauta.

Repare que Peixe não precisava abrir a geladeira para se servir de água. Luxo, luxo, luxo!

Na casa do traficante Peixe, as imagens mostram um ambiente onde se espremem um dormitório, uma cozinha e um banheiro com hidromassagem. Convenhamos, está mais para um motel arrumadinho do que para um palácio.

Há capricho, certamente. Excessos, não. Banheira de hidromassagem, exaustor, geladeira com dispenser de água, banquetas de bar, cama box, poltrona de tecido, TV de LCD, fogão inox, ar-condicionado… Tudo o que se vê ali é vendido nas Casas Bahia – em 12 vezes sem juros!

Já a casa de Nem tinha até piscina e churrasqueira, informaram repórteres, com ares de espanto, como se estivessem a descrever as torneiras de ouro do palácio de Saddam Hussein. Nem movimentava, por baixo, R$ 100 milhões por ano. Seus comparsas chegaram o oferecer R$ 1 milhão a policiais para aliviar a prisão. Seu luxo maior, porém, era uma piscina de fibra de vidro e uma churrasqueira…

A piscina de "luxo" de Nem

O que é incrível não é luxo dos bunkers de Nem e Peixe. Incrível é o fato de os repórteres não terem feito alguns questionamentos óbvios:

. Se os bunkers dos chefes do tráfico se parecem com vitrines do Ricardo Eletro, onde vai parar a montanha de dinheiro que a droga movimenta?

A prova de que Nem comia até carne: luxo!

. Na estrutura do tráfico, os que estão abaixo de Nem e Peixe não têm direito sequer ao padrão Casas Bahia. Mas e acima? Como é? Como vivem aqueles que protegeram, armaram e abasteceram Nem e Peixe todos esses anos?

. Quem realmente fica com a fortuna do tráfico?

. Quem são os Nem e os Peixe que se escondem atrás de altos cargos nas polícias e nos poderes executivos, legislativo e judiciário?

. Onde está o verdadeiro luxo dessa história?

Anúncios

15 Comentários

Arquivado em Colarinho branco, Crime organizado, Imprensa

15 Respostas para “O que a imprensa viu (e o que não viu) na Rocinha

  1. Anônimo

    MUITO BOM
    TA NA HORA DE MUDAR ESTE MUNDO NOSSO

  2. Augusto

    Ótimo texto e também uma ótima oportunidade para refletir o papel da imprensa nos dias de hoje.

    Se abstrairmos da timeline de nossas vidas e observarmos os acontecimentos tomando a idade do planeta Terra como paradigma, veremos que a abrangência global da imprensa não passa de 40 ou 50 anos. Parcela irrisória na vasta história do homem.

    Pois bem, a massificação “coincide” com o início de diversas lutas por liberdade nas ainda colônias e por lutas contra o autoritarismo nas republiquetas. A imprensa de massa fundou-se então sobre a égide da repressão e tratou logo de ajustar a pele de cordeiro para vestir-lhe como se tivesse nascido com ela. Qualquer tentativa de regulamentar ou regular algum órgão de imprensa converte-se imediatamente em um atentado à liberdade ou censura.

    Sua observação sobre a cobertura dos acontecimentos na Rocinha é tão bem feita quanto comum. Isso acontece em todas as especialidades: do jornalismo esportivo ao jornalismo “verdade”. Mas, e então? Deveria haver um órgão hierarquicamente capaz de conduzir toda a produção jornalística por um viés no mínimo aceitável? Ou somente “o povo” é capaz de moderar a qualidade da imprensa por meio da livre concorrência?

    Só que, este é o mesmo povo que alimenta o triste mercado das toalhinhas milagrosas, travesseiros sagrados e milagres da multiplicação… de pastores.

  3. uncle

    E outra, se o cara trafica é justamente para ter grana para poder viver como as ‘pessoas normais’ que tem casa, carro, piscina e eletrodomésticos das casas bahia!

  4. Marcos Terra Júnior

    O nome do Aécio estava na lista. Sabiam disso?

  5. “Se os bunkers dos chefes do tráfico se parecem com vitrines do Ricardo Eletro, onde vai parar a montanha de dinheiro que a droga movimenta?”

    Nossa, direto no ponto, uma pergunta que todos esqueceram de se fazer!

  6. Tati

    Milícias e políticos podem dar as mãos, estão protegidos pelo benefício da “imunidade diplomática”, esquecem que suas famílias também estão à mercê da crueldade dos bandidos que não medem consequências na hora de destruir famílias. Lamentável!

  7. Alexandre

    Os repórteres investigativos Marcelo Rezende e Roberto Cabrini poderiam com suas investigações dirimir essas dúvidas.
    O repórter Marcelo Rezende poderia inclusive tirar as dúvidas, de muitos internautas, sobre as fortunas acumuladas pelos bipos Edir Macedo, R.R.Soares, Silas Malafaia, dos apóstolos Valdemiro Santiago e Bispa e Apóstolo Hernandes.
    Se bem que o Marcelo Rezende não conseguirá fazer a investigação do patrão dele, o bispo Edir Macedo.

  8. Joana

    Eu também adoraria saber como são as casas dos que estão acima do Nem, mas como os prédios da Vieira Souto são altos, fica difícil ver lá dentro…=p

    E a imprensa não vai mostrar mesmo, imagina a galera chegando na casa do Serginho, do Dudu ou do Aécio (que é de MG mas faz mto mais pelo Rio que os políticos daqui) no melhor estilo “câmera escondida”? HAHAHA

  9. Edgar

    LF,

    Concordo! Faltou foco na pauta.
    Não é aceitável repórteres se espantarem e não destrinchar a origem dessa história,é necessário chegar até a raiz do tráfico.

  10. Matosalém de Freitas Jr

    Muito boa Lucas!
    O que a imprensa está fazendo como essa situação que vc observa?
    É sua forma de exteriorizar seu preconceito (ou das suas editorias) contra o povão?

    • Concordo plenamente, sua opinião foi feliz. Mas feliz mesmo, está o Governador Sergio Cabral, que está de posse de uma lista apreendida na casa do Nem, onde tem o telefone de celebridades, artistas, jogadores e o já manjado Aécio Neves, comprador costumaz.

  11. Anônimo

    Verdade, não basta apenas descrever o que se vê, é necessário saber detalhes, a fundo, em torno daquela cena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s