Ao mestre Kenneth Maxwell, com carinho

02355_gg“Qual é seu sonho cor-de-rosa?” Quando 20 anos atrás uma estudante de jornalismo fez essa pergunta para mim, fiquei paralisado. Eu tinha sonhos, é claro, e até acho que poderia classificá-los. Mas achei a pergunta ingênua e respondi que não tinha nenhum “sonho cor-de-rosa”. Se pudesse voltar no tempo, diria a ela que eu descobri qual era meu “sonho cor-de-rosa”: escrever a biografia de Tiradentes, um dos maiores personagens da história do Brasil, e passar pelo crivo do mestre Kenneth Maxwell, autor do clássico “A Devassa da Devassa”, de longe até hoje o melhor estudo sobre a Conjuração Mineira.
Kenneth leu a biografia de Tiradentes e escreveu um texto sobre ela que me encheu de alegria. A Companhia das Letras então pediu permissão para usar o texto na orelha do livro, com o que ele generosamente consentiu. Deixo aqui, meu muito obrigado ao mestre. E a seguir, o texto que ele escreveu:
“Pela primeira vez, temos um Tiradentes na íntegra — um feito incrível depois de tantos anos de especulação e histórias fabricadas. Lucas Figueiredo lança mão não só das mais recentes contribuições da historiografia brasileira — que tem avançado muito nos conhecimentos sobre os conspiradores, seus interesses financeiros e suas inspirações ideológicas —, mas também de extensa pesquisa, em acervos nacionais e estrangeiros.
“O resultado é uma interpretação abrangente e inédita de quem foi Tiradentes: a experiência familiar desafiadora; os anos de juventude, quando aprendeu a arte de tirar dentes; o período infrutífero como mascate e minerador; o momento em que senta praça nos Dragões, com quase trinta anos; as ações como alferes, posto mais baixo do corpo de oficiais; o serviço ao longo de uma década na corporação, descobrindo minas de ouro, construindo estradas, combatendo a corrupção e, com grande risco pessoal, enfrentando criminosos que ameaçavam as rotas comerciais coloniais (tudo isso sem um aumento no soldo ou uma promoção na carreira); o consequente e íntimo conhecimento dos caminhos e descaminhos de Minas Gerais; e, ainda, o serviço militar no Rio de Janeiro.
“Figueiredo reconstrói as Minas Gerais do final do século XVIII de maneira extremamente vívida. E não ignora o importante papel das mulheres. Tampouco o papel dos escravos e da escravidão, que gerou divergências entre os conspiradores mineiros — assim como entre os revolucionários norte-americanos que os inspiraram. Mas é a história do envolvimento de Tiradentes na Conjuração Mineira que está no coração deste livro. Há muito de novo no entrelaçado desta narrativa dramática, que continua sendo parte fundamental da história do Brasil: a trama, os conspiradores, os traidores, as denúncias, as prisões, as inquirições, o julgamento, a sentença e, por fim, a morte de Tiradentes no Rio de Janeiro.
“Esta é uma história magnífica — magnificamente contada. Esperamos muito tempo para saber a verdade sobre Tiradentes. E agora, graças ao livro cuidadoso, elegante e inovador de Lucas Figueiredo, nós a temos.”

1 comentário

Arquivado em Biografias, História do Brasil, Tiradentes

Uma resposta para “Ao mestre Kenneth Maxwell, com carinho

  1. Cristiana Muzzi

    Parabéns Lucas! Por descobrir o seu sonho cor-de-rosa, o que nem sempre é fácil, e por conseguir realizá-lo. Se eu já estava ansiosa por esse livro antes de sair do “forno”, agora, com esse texto, estou mais ainda! Beijo grande! Cristiana Muzzi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s