Chico Buarque, Titãs, Bezerra da Silva, Kleiton & Kledir, Leandro & Leonardo…

Não deixe de conferir aqui os palpites feitos até agora na 3ª promoção de aniversário do blog. O resultado é um samba do crioulo doido.

Até o dia 27/12, o autor da melhor resposta para as perguntas abaixo ganha os 5 livros de minha autoria:

1) Que música Amaury Ribeiro Jr. (autor de A Privataria Tucana) cantaria para o PSDB?

2) E para o PT?

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

3 Respostas para “Chico Buarque, Titãs, Bezerra da Silva, Kleiton & Kledir, Leandro & Leonardo…

  1. sandra

    para o PSDB: trilha sonora do piratas do caribe I
    para o PT: trilha sonora do piratas do caribe II e, se continuar o III

  2. Paulo Barão

    Para o PSDB: Apesar de você. (Chico Buarque)
    Para o PT: Só Louco. (Dorival Caymmi).
    Barão

  3. Paulo Barão

    Para oPSDB:
    Funeral de um Lavrador
    Chico Buarque

    Esta cova em que estás com palmos medida
    É a conta menor que tiraste em vida
    É a conta menor que tiraste em vida

    É de bom tamanho nem largo nem fundo
    É a parte que te cabe deste latifúndio
    É a parte que te cabe deste latifúndio

    Não é cova grande, é cova medida
    É a terra que querias ver dividida
    É a terra que querias ver dividida

    É uma cova grande pra teu pouco defunto
    Mas estarás mais ancho que estavas no mundo
    estarás mais ancho que estavas no mundo

    É uma cova grande pra teu defunto parco
    Porém mais que no mundo te sentirás largo
    Porém mais que no mundo te sentirás largo

    É uma cova grande pra tua carne pouca
    Mas a terra dada, não se abre a boca
    É a conta menor que tiraste em vida
    É a parte que te cabe deste latifúndio
    É a terra que querias ver dividida
    Estarás mais ancho que estavas no mundo
    Mas a terra dada, não se abre a boca.

    Para o PT:
    Sentado à Beira do Caminho
    Roberto Carlos

    Eu não posso mais ficar aqui
    A esperar!
    Que um dia de repente
    Você volte para mim…

    Vejo caminhões
    E carros apressados
    A passar por mim
    Estou sentado à beira
    De um caminho
    Que não tem mais fim…

    Meu olhar se perde na poeira
    Dessa estrada triste
    Onde a tristeza
    E a saudade de você
    Ainda existe…

    Esse sol que queima
    No meu rosto
    Um resto de esperança
    De ao menos ver de perto
    O seu olhar
    Que eu trago na lembrança…

    Preciso acabar logo com isso
    Preciso lembrar que eu existo
    Que eu existo, que eu existo…

    Vem a chuva, molha o meu rosto
    E então eu choro tanto
    Minhas lágrimas
    E os pingos dessa chuva
    Se confundem com o meu pranto…

    Olho prá mim mesmo e procuro
    E não encontro nada
    Sou um pobre resto de esperança
    À beira de uma estrada…

    Preciso acabar logo com isso
    Preciso lembrar que eu existo
    Que eu existo, que eu existo…

    Carros, caminhões, poeira
    Estrada, tudo, tudo, tudo
    Se confunde em minha mente
    Minha sombra me acompanha
    E vê que eu
    Estou morrendo lentamente…

    Só você não vê que eu
    Não posso mais
    Ficar aqui sozinho
    Esperando a vida inteira
    Por você
    Sentado à beira do caminho…

    Preciso acabar logo com isso
    Preciso lembrar que eu existo
    Que eu existo, que eu existo..
    Barão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s