Troca de Jobim por Amorim cria incógnitas na área militar

Dilma, comandante-em-chefe das Forças Armadas

No governo Dilma, Nelson Jobim é passado. E o futuro vem com três incógnitas sensíveis para a área militar:

1) A troca de Jobim por Celso Amorim facilitará a instauração da Comissão da Verdade?

2) A saída de Jobim e a ascensão de Amorim terão impacto na discussão sobre a manutenção ou não do sigilo eterno de documentos secretos?

3) Sem Jobim, que os representava no governo, os militares linha dura, da ativa e da reserva, irão recorrer a quem? Ficarão sem interlocutor?

4) Como fica a compra dos caças da Aeronáutica, um negócio de R$ 10 bilhões disputado por franceses, norte-americanos e suecos?

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Militares, Política

3 Respostas para “Troca de Jobim por Amorim cria incógnitas na área militar

  1. Alex

    Esperamos que melhore a atenção para as forças armadas, e também para os jovens que querem ingressar na carreira militar, está na hora de aumentar o contingente para melhor defender nossa Patria.

  2. Marcelo

    1) Espera-se que sim
    2) Espera-se que sim, e favoravelmente à abertura.
    3) A eles próprios, nas tradicionais reuniões-fofoca do Clube Militar.
    4) Deverá prosseguir sendo empurrada com a barriga, como vem sendo há dez anos.

  3. Alexandre

    O mau filho à casa torna.
    Com certeza Hugo Chavez, Evo Morales, Rafael Correa, Mahmoud Ahmadinejad e os vários outros ditadores do mundo, amigos do Cumpanheiru Lula, devem estar tomando champagne.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s