Que é isso, companheiro? Por que Lula recusa apoio a Dilma num tema que nunca lhe foi caro?

Lula é paz e amor, mas pode também ser o contrário

Por que será que o ex-presidente Lula resolveu chutar o balde no justo momento em que a presidente Dilma Rousseff é cobrada pelo PT e por setores da imprensa e da opinião pública pelo vai e volta em sua posição em relação ao sigilo eterno de documentos ultrassecretos (antes de chegar ao poder, Dilma era favorável à revisão da lei para estabelecer um tempo limite, mas agora defende que as gavetas sejam fechadas ad eternum). Lula ficou oito anos na cadeira de presidente e nunca mexeu uma unha para acabar com o mecanismo. Muito ao contrário; usou de sua força para sustentá-lo. Agora, porém, quando Dilma está frágil por alinhar-se à posição de Fernando Collor e José Sarney, Lula passa a defender publicamente o fim do sigilo eterno, o contrário do que sempre fez.

Antes que uma súbita conscientização em relação tema, a mudança na posição de Lula parece ser uma estocada em Dilma, que na última semana enviou sinais públicos de independência em relação ao antigo mentor (as escolhas solitárias na minirreforma ministerial, o gelo no PT paulista, o mel da carta de congratulações a FHC…).

Para quem defende atos nebulosos de gente como Sarney, Renan Calheiros e Antonio Palloci, não custaria a Lula dar uma forcinha para Dilma num tema que, ademais, nunca lhe foi caro. A não ser que o ex-presidente não queira neste momento ajudar a presidente.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Política

2 Respostas para “Que é isso, companheiro? Por que Lula recusa apoio a Dilma num tema que nunca lhe foi caro?

  1. João Augusto

    Eu acho que não estão com medo de revelar as coisas do porão não, tem muita sujeira de Sarney, Collor(Nadrangueta) e Fernandinho Malvadeza Beira Mar e Lulinha(filho do brazil), que eles não querem que seja revelado.

  2. Documentos ditos secretos, ou ultrassecretos, estão fora da transparência e da globalização. Seé que a história também se globaliza. Lamentavelmente – e há como irrelevar atos desse tipo? – há seres humanos, animais políticos nascidos, batizados, votados e carimbados, capazes de ignorar que a história brasileira não começou com eles. Falta respeito, critério, discernimento, sobretudo simancol. Ademais, o perfil e a vida de cada um pressupõe o tamanho do temor em relação ao enfrentamento dessa realidade. Tem jeito?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s