Se Aécio não quer briga com Dilma, então Serra quer

Serra e Aécio continuam na linha côncavo & convexo

Como diz o ditado, na política não há vácuo.

Enquanto Aécio Neves mantém distância da primeira grande crise do governo Dilma, seu colega José Serra, antes mudo, agora tenta jogar gasolina na fogueira que se extingue. Hoje, em seu blog, o tucano paulista fez previsões apocalípticas para Dilma.

Segundo Serra, a saída do ministro Antonio Palocci “resolveu, sem dúvida, um problema político imediato”, mas “será sucedido por outro de bom tamanho”. “Vai-se uma crise, chega outra”, escreveu Serra.

Derrotado por Dilma na eleição presidencial do ano passado, o paulista diz que Palocci era “o personagem forte de um governo hesitante” e “exercia o papel de primeiro-ministro”.

Serra diz que Lula é o “virtual tutor da presidente e, ao mesmo tempo, seu potencial causador de enxaqueca política  até 2014”.

No último parágrafo do texto de Serra, uma provocação: “O PT não dispõe de ninguém para substituir Palocci nas funções que exercia. A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), certamente, não terá essa pretensão. Fernando Henrique e Lula (principalmente depois do mensalão) não precisavam de um primeiro-ministro. Dilma, sim. E agora?”

Como diria Serra: e agora Aécio?

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s