Inflação, câmbio e aeroportos: calcanhares de Aquiles de Dilma

Com quatro meses de governo, o calcanhar de Aquiles de Dilma fica evidente.

O ponto mais crítico é a economia: baixar a inflação, que já atinge níveis alarmantes, e ao mesmo tempo combater a supervalorização do real é um desafio que, além de difícil e conflitante, exigirá enormes sacrifícios. O problema é macroeconômico, mas as consequências serão políticas.

O segundo ponto é a infra-estrutura. Se, com seus aeroportos, o Brasil fizer feio na Copa de 2014, Dilma será apontada, por uma grande parcela da população e por toda a oposição, como a principal culpada. O PSDB já deu mostras de que percebeu isso ao levar o tema para seu programa de TV. Com a auto-estima elevada, o brasileiro espera fazer bonito para os estrangeiros. Não custa lembrar que a Copa acontecerá quatro meses antes da eleição presidencial. E, para ficar bem com a (ora disputadíssima) classe média, Dilma precisará corresponder esse sentimento à altura.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Economia, Política

Uma resposta para “Inflação, câmbio e aeroportos: calcanhares de Aquiles de Dilma

  1. Se. Mas. Quanta Mãe Dinah.
    Oremos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s