BAFOMETROGATE – AeroAécio pertence à empresa do presidente de estatal mineira do ramo de mineração

Jato particular prefixo PT-GAF utilizado por Aécio

Dono do AeroAécio foi aparelhado na presidência de estatal do governo de Minas, denuncia o site Amigos do Presidente Lula.

Amparado em cópias de documentos, o site mostra o seguinte:

1 – O jatinho que Aécio Neves utiliza pertence à Banjet Táxi Aéreo;

2 – A Banjet Táxi Aéreo tem como sócio Oswaldo Borges da Costa Filho;

3 – Desde a gestão de Aécio Neves no governo de Minas (2003-2010), Oswaldo Borges da Costa Filho, ex-empresário do ramo de mineração, é presidente da Codemig, empresa do governo de Minas Gerais;

3 – A Codemig controla o bilionário setor de mineração no Estado. Pela empresa também passaram (e continuam passando) algumas das maiores obras do governo de Minas, como a Cidade Administrativa Tancredo Neves, que custou R$ 1 bilhão.

Pergunta-se: o PT resolveu rifar Aécio Neves, com quem sempre manteve relações cordiais?

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em Política

3 Respostas para “BAFOMETROGATE – AeroAécio pertence à empresa do presidente de estatal mineira do ramo de mineração

  1. Pingback: Estamos combinados: autoridade não pode voar em jato particular de “amigo”. Viu Aécio…? | Blog do Lucas Figueiredo

  2. Pingback: Oposição chega ao fundo do poço (e continua cavando, cavando…) | Blog do Lucas Figueiredo

  3. Rodrigo S

    Desde a primeira eleição de Aécio, se dizia que o adversário escolhido, Nilmário, entrou na disputa para perder. E durante os 8 anos de governo Lula, tanto este como Aécio se beneficiaram da aliança: o governador ficou sem oposição, e o presidente com um contraponto moderado à truculência da UDN paulista. Quem acabou perdendo nesta história, no final, foi o PT mineiro: entregou a prefeitura de bandeja e abdicou de vez da disputa para o governo do Estado.

    Mas, então, pergunta-se: por que Aécio não migrou para a base aliada? Na minha opinião, por dois motivos: o primeiro é que ele sempre apoiou políticas neoliberais, tais como reforma da previdência, privatizações, etc, o que o tornaria intragável para a esquerda.

    A segunda causa é de ordem eleitoral: nunca poderia ser candidato à presidência contra o PIG, por motivos só comentados à boca pequena aqui em BH. Imagine-se a repercussão desse episódio do bafômetro se ele tivesse aderido à situação…

    Respondendo à sua pergunta, agora o jogo é outro. Aécio é o candidato natural da oposição, e não tem mais como fingir que um dia irá aderir ao bloco governista. E o PT não precisa mais dele, muito pelo contrário: é preciso reestruturar o partido em Minas Gerais, segundo colégio eleitoral do país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s