Dia histórico na busca dos desaparecidos políticos

Curió (centro), arquivo vivo da repressão

Ontem foi um dia histórico. A pedido do Ministério Público Federal no Distrito Federal, foi feita uma operação de busca e apreensão nas residências de Sebastião Curió Rodrigues de Moura, o major Curió, oficial do Exército que participou do comando das operações de combate à Guerrilha do Araguaia no início dos anos 1970.

O objetivo da ação era “localizar documentos que possam revelar o paradeiro de corpos de militantes políticos que participaram da guerrilha do Araguaia”.

É a primeira vez que a Justiça – no caso, a 1ª Vara da Justiça Federal – autoriza esse tipo de procedimento, ou seja, a busca de documentos “debaixo de vara” na casa de militares que participaram da repressão na ditadura.

Em recente entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, Curió afirmou que pelo menos 41 militantes foram executados após serem rendidos pelo Exército.

Nas residências de Curió, foram apreendidos diversos documentos, um computador e uma arma de fogo sem documentação. O material recolhido será agora analisado pelo Ministério Público Federal do DF.

O militar da reserva, ex-administrador do garimpo de Serra Pelada (PA) e ex-prefeito de Curionópolis (PA), foi preso em flagrante por porte ilegal de arma.

É louvável a atitude do MPF e da Justiça. O Brasil não pode mais compactuar com o silêncio de militares ou, no caso de Curió e outros, do escárnio em relação aos desaparecidos políticos. Não se trata de revogar a Lei da Anistia, mas de atuar contra um “crime continuado”, qual seja, o sequestro e a ocultação de cadáver dos desaparecidos políticos. Esses dois crimes (seqüestro e ocultação de cadáver) não prescrevem simplesmente porque não cessam.

Talvez os documentos aprendidos com Curió tragam alguma luz ao caso. Talvez não. Há um endereço, porém, onde certamente procuradores e juízes encontrarão informações de sobra sobre os desaparecidos: Avenida Duque de Caxias, s/n, Setor Militar Urbano, Brasília, Distrito Federal. Lá funciona a sede do Centro de Inteligência do Exército, que, além de ter sido uma das principais máquinas da repressão, é também a repartição que guarda as informações sensíveis do Exército.

Anúncios

5 Comentários

Arquivado em Inteligência, Militares

5 Respostas para “Dia histórico na busca dos desaparecidos políticos

  1. Caro Companheiro

    Eu gostaria de pedir a sua ajuda e contribuição na seguinte campanha: 3ª Blogagem Coletiva pela Abertura dos Arquivos Secretos da Ditadura Militar Brasileira.

    Se for possível ao menos divulgar aqui na caixa de comentários, já é um bom começo.

    Se puderes dar qualquer força a mais…

    Esta luta é de todos que valorizam a democracia!

    Estamos agindo com conjunto, procurando alimentar a hashtag: #DesarquivandoBR

    Cheque Sustado: O homem de ferro e de Flor http://t.co/eIzZjyd via @t_aaguiar
    @ocachete: O homem de Ferro e de Flor: http://tinyurl.com/4aeta6j #DesarquivandoBR
    JaderResende: O homem de Ferro e de Flor: http://tinyurl.com/488qbfk #DesarquivandoBR
    GilsonSampaio: O homem de Ferro e de Flor: http://tinyurl.com/4gea78y #DesarquivandoBR
    @MagazineBrasil: O homem de Ferro e de Flor http://t.co/F1FHzMz #DesarquivandoBR
    @tgpgabriel: Um país que ainda comemora o seu golpe: http://tinyurl.com/4xw8gww #DesarquivandoBR
    @jornalismob “A Ditadura escondida e a Ditadura revelada” http://bit.ly/g9Oun5 #desarquivandoBR #Ditadura #tortura
    @dandi_ “O amargo de um passado ainda vivo” http://nblo.gs/g4tUP #DesarquivandoBR Pela Abertura dos Arquivos da Ditadura.
    @Tsavkko Desordem e Regresso naquele 1º de abril… http://is.gd/dnhZux #DesarquivandoBR
    @NiDeOliveira71: Retomando a campanha pelo desarquivamento do Brasil | http://bit.ly/et8qzd #desarquivandoBR
    @camilofabiano: “Necessidade de saber” | http://bit.ly/eEdxhC #desarquivandoBR
    @_mdcc: O inatual: é urgente produzir memória | http://bit.ly/gJ5GcI #desarquivandoBR
    @paduafernandes: Desarquivando o Brasil II: Investigando a OAB | http://bit.ly/gokhBa #desarquivandoBR
    via @carlostxm “Desarquivando o Brasil! http://carlosmagalhaes.com.br/2011/03/31/desarquivando-o-brasil/ #desarquivandoBR
    “As heranças da ditadura no Brasil, por Edson Telles” ~ http://j.mp/e9l6SR #DesarquivandoBr

  2. Por favor, leia o texto e veja o vídeo até o fim. Se Achar interessante, me ajude a divulgar. Acho relevante o assunto. Saudações fraternas: Heroísmo. Este post é sobre heroísmo. Leia até o seu fim, veja os 3 vídeos! O homem de ferro e de Flor http://tiagoaaguiar.blogspot.com/2011/03/o-homem-de-ferro-e-de-flor.html?spref=tw #DesarquivandoBr

  3. Cícero

    Nada de mais!

  4. Rolando

    Após o último parágrafo, seguramente já começou uma “limpa” no Cedoc do Exército no SMU. E sim, devia haver documentação sobre a Guerrilha do Araguaia lá, sobretudo da parte de arquivos pessoais de militares que deixaram suas coletas de documentação sobre o assunto. Quem me disse isso foi uma acadêmica francesa, no 2º semestre de 2006, que lá esteve para pesquisar sobre outro assunto e não podia desviar o foco de seu trabalho.

  5. Simon

    Como dito é louvável a ação, o que será que vamos achar quando por acaso resolverem visitar o tal endereço?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s